segunda-feira, 25 de maio de 2015

Embraer ERJ-195AR PR-AYX ''Azul e Verde''

Registramos na manhã desta segunda feira (25), mais uma aeronave com pintura especial trata se do Embraer 195 PR-AYX, está aeronave faz parte da campanha lançada pela azul sobre sustentabilidade, Alem da pintura especial a aeronave ostenta diversos adesivos com as seguintes frases, ''Azul Rumo a Sustentabilidade'' Pense verde Voe Azul",  "reduzir”, "reutilizar", "educar", "inovar", "apoiar", "investir".













Fotos: George Lucas

Avião Com Angélica e Luciano Huck Faz Pouso Forçado no Mato Grosso do Sul


Uma aeronave de pequeno porte teve de fazer um pouso forçado nesse domingo (24), em uma fazenda cerca de 30km distante de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.
No voo estava o casal de apresentadores Angélica e Luciano Huck, junto dos três filhos e duas babás. Ainda havia o piloto e o copiloto.
Todos foram encaminhados à Santa Casa de Campo Grande com algumas escoriações e passariam por exames de raio-X.
A aeronave 820C da Embraer saiu de Miranda, perto de Bonito, e seguia para Campo Grande. 

Às 10h52, perto da aproximação para o pouso, o piloto avisou à torre de controle que estava em situação de emergência e faria um pouso forçado.
O acidente aconteceu em um matagal de uma propriedade particular perto da rodovia MS-080.
Quatro carros de resgate dos bombeiros e um helicóptero foram usados no socorro, mas não há vítimas fatais. O piloto era o mais ferido e precisou ser resgatado dentro da cabine.

A assessoria dos artistas e a Aeronáutica já avisaram que todos passam bem.
Segundo o Campo Grande News, uma pane teria atingido os dois motores depois do dispositivo que manda combustível para os motores travar.
O avião pertencia à MS Táxi Aéreo.

A Santa Casa de Campo Grande publicou uma nota sobre o estado de saúde dos pacientes:
"Por volta das 10h de hoje, 24 de maio, deram entrada na Santa Casa de Campo Grande os pacientes Luciano Huck, Angélica Ksyvickis, José Flávio de Souza Zanatto, Marcíleia Eunice Garcia, Francisca Clarice Canelo Mesquita e três crianças.

Todos eles foram atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e submetidos a exames de raio-x, tomografia e demais procedimentos, não tendo sido diagnosticado nada grave em nenhum dos pacientes. Todos passam bem.

Por solicitação dos familiares, a Assessoria de Imprensa do hospital comunica que não serão mais liberadas quaisquer informações a respeito do quadro clínico."



Fonte: Exame

domingo, 24 de maio de 2015

Latam Quer Estar Entre as Três Melhores Empresas Aéreas do Mundo


O Grupo Latam, composto pela brasileira Tam e a chilena Lan, tem planos ambiciosos de estar entre as três melhores companhias aéreas do mundo em poucos anos, como apontou o executivo da Latam, Rubens Braga, no 7º Encontro Comercial Gapnet e MMTGapnet.

"No ano passado, transportamos 67,8 milhões de passageiro", disse Braga, acrescentando que o grupo tem 320 aeronaves em serviço e 53 mil funcionários. Para tornar tal ambição real em pouco tempo, o executivo disse o hub em Brasília tem sido fortalecido, além da saída de novos voos para Barcelona (Espanha), Orlando (Estados Unidos), com saída em Brasília, Toronto (Canadá), com conexão em Nova York (Estados Unidos), e Cancun (México). Ainda segundo ele, a nova rota São Paulo - Jaguaruna (SC) tem apresentado alto aproveitamento, principalmente no atendimento ao corporativo.


Fonte: PanRotas

Azul e Embraer Assinam Pedido Firme Para Até 50 E-Jets E2


A Embraer S.A. e a Azul Linhas Aéreas Brasileiras S.A. chegaram a um acordo final para a venda firme de 30 jatos E195-E2. O contrato, anunciado como Carta de Intenções (Letter of Intent - LOI) durante a edição 2014 da Feira Internacional de Farnborough, em julho do ano passado, também contempla direitos de compra para 20 jatos adicionais do mesmo modelo, elevando o potencial da encomenda total para até 50 aviões E195-E2.

“Em nome dos 19 mil funcionários da Embraer, agradeço à Azul por nos ter escolhido, uma vez mais, a participar do desenvolvimento da empresa, que nasceu e cresceu com o E-Jets no mercado brasileiro”, diz Paulo César Silva, Presidente & CEO, Embraer Aviação Comercial. “Este novo contrato é uma demonstração de confiança no programa dos E-Jets E2, que segue a trilha de sucesso comercial da geração atual. Por isso continuamos investindo para atender à demanda das companhias aéreas por uma geração de aeronaves ainda mais eficientes.” 

O contrato para os E-Jets E2 tem valor estimado de USD 3,2 bilhões pelo atual preço de lista da Embraer, caso todos os direitos de compra também sejam excercidos. Os pedidos firmes serão adicionados à carteira de pedidos (backlog) da Embraer do segundo trimestre de 2015. A primeira entrega está prevista para o segundo trimestre de 2020. 

“A parceria com a Embraer, desde a fundação da Azul, foi decisiva para consolidarmos nosso plano de negócios e assim crescer no mercado de aviação doméstico. Ao escolher aviões construídos e desenvolvidos no País, a Azul contribui para a manutenção e geração de empregos, assim como para o desenvolvimento da economia brasileira”, afirma David Neeleman, CEO da Azul. “O E2 será o avião mais avançado em sua categoria, conferindo uma economia de combustível acima de 20% em relação ao atual modelo. Isso será fundamental para mantermos nossas tarifas competitivas e crescermos no mercado doméstico.”

Atualmente, a companhia aérea brasileira tem um total de 82 E-Jets em operação e mais seis pedidos em carteira. A empresa opera a maior frota de jatos E195 no mundo. Com esta encomenda da Azul, o backlog dos E-Jets E2 alcança 242 pedidos firmes, além de 348 opções e direitos de compra. 

A primeira entrega de um E-Jet E2 (o E190-E2) está prevista para o primeiro semestre de 2018. O E195-E2 está programado para entrar em serviço em 2019 e o E175-E2, em 2020. O programa E-Jets E2 reforça o comprometimento da Embraer em investir continuamente na linha de jatos comerciais da Empresa e manter sua liderança de mercado no segmento de 70 a 130 assentos. Os E-Jets E2 da Embraer terão motores de última geração de alto desempenho da Pratt & Whitney PurePowerTM Geared Turbofan (PW1700G no E175-E2 e PW1900G no E190-E2 e E195-E2) que, em conjunto com novas asas aerodinamicamente avançadas, controles de voo totalmente fly-by-wire e avanços em outros sistemas, resultarão em melhorias significativas no consumo de combustível, custos de manutenção, emissões e ruído externo.



Fonte: Embraer

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Novo Winglet é Certificado Para o Boeing BBJ


A Aviation Partners Boeing anunciou que FAA (Federal Aviation Administration) concedeu o certificado de tipo suplementar para o emprego do SSW (Split Scimitar Winglet) para os atuais BBJ e demais 737-700 em uso.
O novo winglet desenvolvido para o programa Boeing 737 MAX se diferente dos atuais blended winglet utilizados amplamente na família 737 NG, por seus refinamentos aerodinâmicos, que contribuem para uma redução entre 2,2% e 3% no consumo de combustível. Com isso, muitos operadores podem remover o oitavo tanque ventral, que além de reduzir o peso, permite aumentar a capacidade do avião, mesmo carregando menos combustível. Mesmo sem o oitavo tanque o alcance é ampliado em até 200 nm com o uso do SSW. O novo winglet se difere visualmente dos demais blended winglet por contar com duas aletas aerodinâmicas, além de um perfil mais acentuado e maior comprimento.
O novo dispositivo pode ser instalado em qualquer Boeing 737 NG, exigindo apenas algumas modificações estruturais, como reforço do ponto de fixação, incluindo um lastro de 54 kg e calibração do aileron. Segundo a Boeing, o peso total do conjunto é de 98 kg.
Atualmente a Aviation Partners Boeing possui encomendas para mais de 1.700 aeronaves, incluindo modelos 737 NG, BBJ, BBJ2, BBJ3 e versões executivas do Boeing 757 e 767. Recentemente um BBJ da Washington Corporation (N162WC) se tornou o primeiro Boeing 737-700IGW a ser equipado com o novo dispositivo aerodinâmico.



Fonte: Aeromagazine